01 novembro 2007

Madrid

Gosto tanto desta cidade...

Gosto de chegar já depois das 2:00 da manhã e encontrar as ruas cheias de gente animada, incluindo famílias que passeiam com os seus filhotes, disfrutando do clima ameno que ainda se faz sentir.

Gosto dos parques. Tantos! Tão verdes! Tão cheios de gente descontraída, a passear, a praticar desporto, a descansar.

Gosto dos edifícios antigos bem preservados.

Gosto de poder jantar num restaurante très chic, vestida de turista, sem ser olhada de lado ou tratada de forma diferente por isso.

Gosto de me poder divertir numa discoteca muito in, sem me ser vedada a entrada só porque estou de ténis e de calças de ganga (como já vi acontecer na parvónia).

Gosto de ver o carinho com que tratam e defendem o que é deles. Por isso lhes digo: hermanos, na culinária ganhamos nós!
















7 comentários:

APO (Bem-Trapilho) disse...

é mesmo isso! Sinto o mesmo! quando falaste nas famílias a passearem às tantas, felizes e descontraídas, revivi tempos bem agradáveis em sevilha, num Outubro muito muito quente. E fazia-nos falta sermos um pouco mais zelosos do que é nosso como eles. Em espanha parece que até os pássaros piam em espanhol! Em vez de piu piu parecem fazer piô piô piô! Isto lembrei-me ao ver essas copas bem verdes de árvores. Por vezes ao passar sob algumas o barulho da passarada tornava-se quase ensurdecedor! PIÔ PIÔ PIÔ!... Bom mas isso também acontece por aqui! PIU PIU PIU...
:)
Muito obrigada pela sugestão, mas a M. tem imensos livros de actividades do género e até se entretém com eles, mas nada se compara ao gozo que lhe dá rabiscar o que não deve!!! É a minha cruz! O que posso eu fazer?!... ;-)

bjão

Célia Jordão Alves disse...

HAHAHAHA!!!!Com a mania que os espanhóis têm de traduzir tudo é bem provável que o canto dos pássaros também seja diferente.
:-)))

Luis Servo disse...

Quando estiveres na Espanha e visualizar algo do Gaudi lembre-se de mim... sou fã incondicional desse gênio, assim como do Salvador Dali... são duas referências que tenho em termos artísticos. Abraço Célia.

APO (Bem-Trapilho) disse...

pois é, as máquinas são mesmo assim, quando embirram são tramadas. Eu tb tenho uma relação muito peculiar com elas! e já sei por experiencia que quando elas não querem colaborar não há mesmo nada a fazer. Espera que lhe passe o mau feitio! E como diz um amigo meu "o material tem sempre razão", e eu acrescento " e mesmo que não tenha, não há mesmo nada a fazer!"! Maquinas!!!... Bargggg!...

Maria Lemos disse...

Olá Célia,
Lindas estas imagens...
Boa semana e um beijinho para ti
Maria Lemos

paulina disse...

ooooohh madrid, tantos recuerdos, tantas caminatas, tantas sensaciones. una de las ciudades que siempre llevo dentro de mi.
muuuy lindas tus fotos!!!! qué buen viaje hiciste!
beijinhos,
pb

Vento nos S@lgueiros disse...

Olá!
Cheguei aqui a fazer "zapping" por outros blogs e claro que o nome me chamou a atenção...tb tens uma caixa:) E pela breve passagem, reparei que temos mtas coisas em comum o gosto pelas artes, Madrid (http://caixadepapelao.blogspot.com/2007/10/paula-rego-madrid.html)
e um sonho (ilustração) a minha oportunidade ainda não chegou mas quem sabe um dia... (se continhar a sonhar!)

Parabéns